Sexta, 22 Maio 2020 10:23

SEMUSA

Publicado por
A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Mamoré reitera que a estratégia de saúde da família é um modelo de assistência à saúde com enfoque preventivo, reforçando e valorizando, sobretudo o papel dos indivíduos no cuidado com sua saúde, de sua família e comunidade.
A estratégia em saúde da família tem com pressuposto uma atuação diferenciada das unidades básicas de saúde, onde o vínculo, a corresponsabilidade e o sentimento de pertencer à comunidade são traduzidos em valorização, reconhecimento da comunidade, definições de suas necessidades em parceria com a equipe, a fim de desenvolver ações individuais e coletivas, que promovam uma melhor qualidade de vida.
Em consonância a Pandemia do Covid – 19, esta secretaria tem como base estrutural a estratégia em saúde da família, como sendo nosso alicerce fundamental ao combate e enfrentamento a crise em qual estamos submersos.
As vigilâncias em saúde deste município estão integradas em ações de barreiras, educação e combate integrando a aproximação junto a atenção primaria, construindo estratégias de enfrentamento, tentando assegurar o bem estar físico e biopsicossocial de nossa comunidade.

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA

Mortalidade por causas definidas segundo dados do SIM (sistema informação de mortalidade), as principais causas de morte no município são em decorrência de doença isquêmica do coração, AVC, complicações por hipertensão e diabetes, neoplasias, DPOC, acidente de transporte, suicídio... (dados do SIM, 2019).
 
Indicadores de Morbidade

Doenças notificadas pelo município em 2018 (dados obtidos Sinan 2018): hepatites virais, atendimento antirrábico humano, acidentes com animais peçonhentos, varicela, violência doméstica, acidente de trabalho grave, leptospirose.
Principais causas de atendimento nos serviços ambulatoriais do município no último ano. Dados da Secretaria Municipal de Saúde de Nova Mamoré – 2019.
  • hipertensão;
  • infecção respiratória;
  • neoplasias;
  • diabetes;
  • traumatismos;
  • gestantes;
  • alterações ginecológicas...
Primeiras causas de internação no ano de 2019 no Hospital Antônio Luiz de Macedo (secretaria municipal de saúde):
  • doenças do aparelho respiratório;
  • neoplasias;
  • doenças da gravidez, parto e puerpério;
  • doenças infecciosas e parasitárias;
  • doenças do aparelho digestivo;
  • doenças do aparelho circulatório;
  • por causas osteomusculares;
  • doenças do aparelho geniturinário;
  • doenças sistema nervoso e por lesões, envenenamento e outras causas externas;
  • transtornos mentais e comportamentais.
 
SETOR SAÚDE E SERVIÇOS DE SAÚDE
 
Órgão de Administração dos Serviços de Saúde

O Fundo Municipal de Saúde tem a Secretaria Municipal de Saúde como órgão indicador das despesas, enquanto a Secretaria de Finanças a responsável pelo ordenamento contábil dos gastos. O ordenador de despesas é a Prefeita Municipal.

Tipo de Gestão Municipal

O município encontra-se habilitado, segundo a NOAS - SUS 01/01, na forma de Gestão Plena da Atenção Básica Ampliada.

Regionalização/ Distritalização dos Serviços de Saúde

Atualmente a maioria dos pacientes é referenciada para especialidades em Porto Velho, através do Sistema CRUE, o qual é atualizado constantemente, e também são encaminhados para outros municípios como Guajará - Mirim, Extrema conforme especialidade solicitada.

Conselho Municipal de Saúde

O Conselho Municipal de Saúde (CMS), Reúnem-se ordinariamente na segunda quarta-feira de cada mês e extraordinariamente quando necessário. Seu papel tem caráter deliberativo e fiscalizador sobre o Sistema Único de Saúde em nível municipal. As entidades representadas indicam seus representantes que são nomeados através de portaria para mandato de dois anos.

Informações sobre os serviços de saúde

No Município de Nova Mamoré existem quatro postos de saúde em funcionamento na área rural, uma unidade na área urbana com duas equipes sendo uma com odontologia.

Contempla-se também a assistência ao indivíduo através dos serviços especializados no município: CAPS, Centro de reabilitação de Nova Mamoré, Fisioterapia.

O plantão de urgência está alocado no Hospital Antonio Luiz de Macedo, não há unidade modelo Samu na cidade e o resgate é realizado pelo hospital municipal.

A secretaria de saúde já desenvolve diversos programas de promoção e prevenção à saúde da mulher, da criança, do idoso, do homem e do trabalhador. Dentre os programas de assistência a saúde mental são realizadas diversas atividades pela equipe do CAPS. Realiza-se diversos grupos de educação em saúde no município, como o do tabagismo, hipertensos e diabéticos, puericultura, gestantes, grupo de caminhada, Programa Primeira Infância Melhor dentre outros.

Considerando o preconizado pelo Ministério de Saúde, que é mínimo de 7 consultas. Porém levando em consideração a vários fatores que dificultam a acessibilidade das gestantes ao atendimento pré-natal está a moradia no perímetro rural, onde muitas gestantes são residentes em linhas vicinais distantes das Unidades Básica de Saúde de referência e de difícil acesso a localidade de moradia, assentamentos entre outros. Durante o ciclo gestacional no ano de 2014 do número de 296(duzentos e noventa e seis) 37,2% das mães de nascidos vivos tiveram atendimentos de 7 consultas no pré-natal. Em 2015(59,3%), 2016 (72,9%). No ano de 2017 os atendimentos a gestantes foram muito baixo (36,9%) realizaram o mínimo de consultas de pré-natal. Em 2018 elevou o dobro comparado ao ano anterior alcançando (68,6%) de gestantes com 7 consultas de pré-natal.

Em 2019 até março de 2020 será emitido os dados no SINASC da base do MS.  Enfatizamos que a consulta do pré-natal é muito importante para assegurar a saúde do binômio (gráfico 4). Um bom acompanhamento do pré-natal, tanto do ponto de vista quantitativo, quanto do qualitativo, certamente apresentará bons resultados nas demais variáveis e reduz os riscos de desfechos desfavoráveis quanto à saúde da gestante e da criança. Outra ação importante é o fortalecimento da cobertura das equipes de Saúde da Família nos respectivos territórios de abrangência, bem como estratégias de completar o pré-natal com a consulta puerperal e dos recém-nascidos, e acompanhamentos dos relatórios mensais das equipes para monitoramento da efetividade das ações para alcance das metas.

O município não possui Maternidade própria, referência as parturientes para a Maternidade do Hospital Bom Pastor, cidade  Guajará-Mirim. Com o fortalecimento das ações da Rede Cegonha no município, várias ações estão poderão ser cumpridas para garantir o alcance de metas, fundamental a integração entre os municípios ligados a essas mulheres, elaboração futuramente de projeto para construção de uma sala de parto normal visando um  atendimento de qualidade, seguras e humanizada para todas as mulheres, o que favorável ao alcance dos resultados estabelecidos pelo MS; protocolos municipais de assistência ao pré-natal humanizado. A Mortalidade proporcional por faixa etária, que constitui uma representação segundo grupos etários prefixados, inclui óbitos fetais e infantis, óbitos em menores de 5 anos, óbitos maternos e em mulheres em idade fértil, óbito na faixa etária 5 a 74 anos por causas evitáveis, óbitos por causa externa.
 
Combate ao Covid- 19
 
Com a evolução do Covid-19 no Brasil, diversas projeções e estimativas foram revistas, setores da economia profundamente impactados e a vida das pessoas transformada com a adoção de medidas preventivas, incluindo a quarentena, modelo amplamente discutido e debatido, perante ao comportamento irresponsável do presidente desta república federativa.

O vírus chegou ao Brasil e outros países no final de fevereiro e desde então vem se expandindo de forma progressiva e afetando diretamente o cotidiano das pessoas, transformando seus hábitos, atitudes e consumo. A situação deve agravar-se muito, já que é esperado um crescimento exponencial e que a crise dure cerca de 20 semanas.

Em termos econômicos, a expectativa é que haja uma eventual recessão, mas o impacto imediato já pode ser percebido.

Com base em modelos matemáticos de previsão, pesquisadores da Fiocruz e da Fundação Getulio Vargas (FGV) estimaram qual o risco de disseminação da epidemia da Covid-19 no Brasil. O relatório Estimativa de risco de espalhamento da Covid-19 no Brasil e o impacto no sistema de saúde e população por microrregião, produzido pelo Núcleo de Métodos Analíticos para Vigilância em Saúde Pública (Procc/Fiocruz) e pela Escola de Matemática Aplicada (EMAp/FGV), analisa o risco de epidemias nas microrregiões brasileiras a partir da exportação de casos dos dois maiores centros urbanos do país, Rio de Janeiro e São Paulo. As duas cidades já possuem transmissão sustentada da doença e devem se tornar o principal foco de disseminação a partir de agora.

A estimativa prevê que além dos centros urbanos das regiões Sul e Sudeste, Recife e Salvador devem enfrentar a situação mais difícil, com grande potencial de acumular casos graves no curto prazo. Além da conectividade aérea, o estudo levou em conta o percentual de população de risco, acima de 60 e acima de 80 anos, elevado nessas regiões. Microrregiões no interior dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo também devem apresentar surtos em breve, devido à mobilidade pendular com suas capitais.

Os cenários foram construídos assumindo ausência de distanciamento social e restrição de viagem. Muitos municípios e unidades da federação já iniciaram implementação de medidas de redução da mobilidade, tanto interna quanto intermunicipal ou interestadual. Tais medidas contribuem para diminuir o risco que foi avaliado no estudo. O grupo trabalha para fazer novas previsões que considerarem o impacto de medidas de restrição da mobilidade.

Realizamos  análise de distância efetiva, que se baseia na mobilidade das pessoas ao invés de distância geográfica, para análise de exposição e probabilidade de surto local em função da transmissão comunitária nos dois principais centros urbanos do país, na ausência de ações de mitigação que reduzam o fluxo de pessoas.

Cruzamos essas informações com dados de proporção da população nas faixas etárias de risco, bem como número de leitos de internação e leitos complementares (UTI e unidade intermediária), nos conjuntos SUS e não SUS, já que não possuímos nenhum dos dois modelos em nosso município, a estratégia de enfrentamento se faz nossa única opção.

Esse cruzamento de dados permite embasar estratégias de prioridade para alocação de recursos e ações para redução de impacto.

Outro importante desafio observado em quase todas as regiões do Brasil é o número de leitos disponíveis para internação. A maioria das microrregiões do país apresenta menos de quatro leitos complementares por 10 mil habitantes, um quantitativo baixo quando se considera uma doença que requer muitos dias de internação.

Sendo assim quanto menor a distância efetiva de uma microrregião para Rio e São Paulo e menor o número de leitos, maior a vulnerabilidade em um possível surto, fato evidenciado com as curvas e dados estatísticos que se remodelam todos os dias.
 
Ações de enfrentamento
 
O município de Nova Mamoré iniciou no dia 21 de Março do corrente ano as ações de prevenção e combate ao COVID 19, com carro de som em todas as ruas da cidade, emitindo orientações e informações acerca do novo Corona vírus, durante os dois períodos do dia, bem como nos distritos rurais, neste mesmo dia foi criada a Sala Situacional, ou gabinete de Crise, com presença da Policia Militar em ações de dispersão e controle de aglomerações inclusive com imposição de “toque de recolher”, que perdura ate o dia de hoje.

Os boletins informativos são publicados de segunda a sexta feira as dezoito horas podendo serem acessados pelo sitio eletrônico: novamamore.ro.gov.br, em conjunto foram disponibilizadas duas linhas exclusivas para contato direto com a comunidade, para diminuir a distância  e as dúvidas, vale salientar que por ausência de sinal da operadora VIVO, este serviço esteve off-line por quatro dias e que a lentidão no trafego de dados da operadora Oi, torna esse serviço de informação mais difícil e lento.

Foram criados instrumentos organizacionais como: Plano de Contingência, Matriz do Plano de Ação, Matriz do Plano de contingência, ficha de evolução de enfermagem – exame físico, Procedimento Operacional Padronizado POP, Atendimento a pessoas com suspeita de infecção pelo corona vírus 2020 (COVID-19) em  isolamento domiciliar na Atenção Primária à Saúde, POP de atendimento de suspeita de infecção por Corona vírus – Nova Mamoré, Fluxograma de encaminhamento de amostras e transporte sanitário para casos suspeitos, Protocolo de coleta de Aspirado Nasofaringeo e Swab, SAP – Serviço de Atendimento ao Paciente, sendo disponibilizadas duas linhas telefônicas, com profissionais médicos, enfermeiros e fisioterapeutas, Banners e cartazes com orientações e informações, na unidade hospitalar foram criados leitos de isolamento para recepção de casos suspeitos.
Barreiras sanitárias foram criadas em pontos estratégicos e correlacionados ao ir e vir da grande massa, no Distrito do Araras, Br – 425, entrada e saída do município de Nova Mamoré, estas, continham serviços de triagem como: dados nominais, de identificação, movimentação territorial em espaço e tempo, situação atual de saúde, está gripado? Com fluxo atual de 2.564 pessoas até a data de confecção deste periódico.
Foram realizadas visitas educativas e informativas em rede varejista local, por agentes da Vigilância Sanitária, Agentes de saúde e profissionais de saúde.
RAFAEL RIPKE RABELO TADEU - SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAUDE